Campeonato Brasileiro Regional Sudeste ONG fica em 7º Lugar

Maurício Noticias

Neste sábado as 16:00hs conseguimos o 7ª lugar entre as 16 equipes participantes, contra a equipe do Magic Weills pelo placar de 48 x 42. Apesar desta disputa de 7ª lugar a sensação da equipe é de que conseguimos chegar o mais perto possível, pois não tínhamos a mínimas esperanças de alcançar esta colocação, jogando somente com os nossos atletas de Campos. A nossa equipe tem uma média de idade de 37 anos ( Pit com 45 anos, Marcos com 43, Marcelo com 45, Serginho com 47, Aluisio com 41, George com 39, Waldiney com 38, Edelmo com 35, Luiz com 28, Alex com 21, Daniel com 18 anos), é como tirar leite de pedra. Estes atletas já tiveram seus méritos, foram Tri Campeões Estaduais 2003, 2004 e 2006 (2005 não teve campeonato), Tri Campeões Regionais Leste 2004, 2006 e 2008, em 2008 no Campeonato Brasileiro da 1ª Divisão realizado em Belo Horizonte  pela Confederação Brasileira de Basquetebol em Cadeira de Rodas, alcançamos o 5º lugar, fomos Bi Campeões da Copa Vindimia na cidade de Mendoza na Argentina 2006 e 2008 , várias colocações entre o 7º e 9º lugar nos campeonatos da 1ª divisão da CBBC entre os anos de 2003 e 2011 e um vice Campeonato Brasileiro de Basquetebol em Cadeiras de Rodas no ano de 2012.

Estamos fazendo um planejamento para 2014, 2015, 2016 e 2017, visando em 2014 subir para a 1ª divisão, 2015 sermos Campeões da 1ª Divisão e na sequência 2016 e 2017 chegarmos ao Tri Campeonato Nacional. Além da parceria com a Fundação Municipal de Esporte, a ONG vai estruturar vários projetos par buscar incentivos do Governo Federal e de empresas privadas para desenvolver este projeto de 04 anos. Hoje o jogo foi emocionante com a equipe do Magic ganhando os 2 primeiros quartos e a ONG conseguindo ultrapassar o placar no terceiro quarto e não deixando mais a frente do placar. Para o Técnico da equipe da ONG Mauricio Lemos “ Este Regional foi totalmente surpreendente, a equipe favorita a ser a Campeão CAD (Clube Amigo dos Deficientes) disputou o  5ª lugar e a Gadecamp que contratou o melhor jogador de basquetebol em Cadeiras de Rodas, Marquinhos poderá surpreender os Águias amanhã no jogo final, coisa que só acontece no basquete cadeirantes. Voltamos para Campos com um honroso 7ª colocação e  sabedores que temos uma árdua missão de se manter este ano na 2ª divisão em 2013, para que possamos iniciar o projeto 2016”.

Começou nesta quarta feira dia 14 de agosto o Campeonato Brasileiro Regional Sudeste de basquete em  Cadeira de Rodas, realizado pela Confederação Brasileira de Basquetebol em Cadeiras de Rodas. Participam do Campeonato 16 equipes: Ong Esporte Sem Fronteiras-RJ, Aguias-SP, Magic Hands-SP, Magic Wheels-SP, CAD-SP, ADR-SP, Gadecamp-SP, ADEFU-MG, IRESF-ES Masculino, IRESF-ES Feminino,  UNIPAN-MG, GAADIN-SP, ANDEF-RJ,ACADEF-RJ, APP-SP, ADESP-SP e CPSP-SP.

O nosso primeiro jogo foi contra a equipe dos Águias, a favorita para ser a campeã dos jogos Regionais. Não teve surpresa, fomos vencidos de 102 x 33, apesar do placar dilatado não representa uma realidade da nossa equipe em campeonatos. Jogamos somente com os nossos atletas de Campos, sem reforços. Com uma defesa muito compacta a equipe dos Águias conseguiu bloquear a nossa equipe, somente conseguimos fazer pontos de fora do garrafão. Não resistimos e fomos literalmente vencidos. Nos últimos 4 anos oscilamos muito na composição da equipe e tivemos idas e vindas da primeira e segunda divisões do basquete cadeirantes. Neste ano de 2013  jogaremos somente com os nossos atletas de Campos o Campeonato Brasileiro da 2ª Divisão que será realizado em outubro em Maceió. São vários os fatores que nestes quatros anos influenciaram em nosso rendimento: 1- O nosso convênio com a Fundação Municipal de Esporte com o Presidente Magno Prisco só era realizado em junho, e os jogadores reforços neste período já estavam contratados por outras equipes nos deixando somente com os nossos atletas. 2- A distância de nossa equipe para outras que poderiam elevar o nosso nível através de jogos amistosos, a mais perto fica a 300 KM de distância, em Niterói (ANDEF – Associação Niteroiense de Deficientes Físicos) e precisaríamos fazer no mínimo de 02 a 03 jogos amistosos por mês e cada viajem teríamos uma despesas entre hospedagem, alimentação, dizel e motorista, aproximadamente de R$2.500,00(dois mil e quinhentos reais), além da dificuldade financeira os atletas teriam que ficar de dois a três fins de semana fora de casa e isto é muito difícil para eles.

Hoje enfrentamos o ADR-SP (Associação Desportiva Rio Pretense) perdemos de 63 x 32, durante os 3 quartos de jogo o placar estava equilibrado e a diferença do placar oscilava entre 3 a 4 pontos para nós e para eles. No último quarto os nossos ponto 1.0 (deficientes bem prejudicado funcionalmente) cansaram e ai a equipe ADR-SP conseguiu dilatar o placar. Vamos aguardar os resultados das outras chaves para sabermos quais serão os nosso próximos adversários.

Share This :

About Maurício

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *